Home > Família > Um “galo”
galo

Quando alguém olha pra mãe e diz: Fique calma, está tudo bem! Pode crer que lá vem bomba!
Depois que o susto que minha “magrela magrelinha” me deu passou, pude respirar e falar do assunto. Para resumir: Maria caiu na escola e bateu a cabeça. Fez um galo enorme na testa! Mas depois de consultar a pediatra mais amiga do mundo ( Dra Layla Ayd ), colocar muito gelo e prestar atenção, só restou esse hematoma.

Quer dizer, só restou isso na testa dela, né?! Porque no meu peito e no peito de toda mãe tem um coração furado, de tanto buraco a cada dor que um filho sente! E a cena foi a mesma que já vi com outras mães: na hora eu socorri, depois esbravejei um sermão ‘daqueles’ por causa da desobediência, depois ameacei colocar de castigo, depois me culpei, depois culpei os amigos que corriam junto e depois…eu chorei!!!

Quando mais tarde a vi dormindo, vieram os pensamentos que permeiam a cabeça das mães (de todas as desgraças que poderiam ter acontecido naquela queda) e eu chorei de novo e agradeci a Deus, que é a única explicação plausível para nada demais ter acontecido.

Contando isso a outras mães, vi que somos mesmo todas iguais… E isso me deixa muito feliz. Saber que não estou sozinha nesse surpreendente viver materno é confortante demais! #MãePraSempre #famíliaéabasedetudo #SofrênciaDeMãe

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*