Principal > Educação > O Desafio!
Nanda bike c

Maria Fernanda venceu o desafio de andar de bicicleta sem rodinhas. Que vitória!

É bom lembrar que ela tem medo de se machucar (e eu também) e que tem pavor de feridas! Detalhe importante para quem quer se aventurar numa bicicleta.

Eu nem insisti nessa missão. Tirei as rodinhas por que elas quebraram, então disse que não iria repor. Falei com firmeza, mas sem obrigação. Lembro que ela me perguntou como andaria assim, e eu disse que ela teria que aprender, já era hora.

Bom, a coitada da bicicleta sofreu um pequeno abandono. Ficou lá na garagem quietinha, tendo apenas alguns olhares melancólicos e servindo de suporte para outras brincadeiras.

Até que, na ultima semana desse longo e ocupado Agosto, algo diferente moveu Maria até seu desafio. Pode ter sido aquela invejinha amiga de ver o irmão pedalando destemido. Mas eu não sei afirmar pois, justamente nesse período, eu estava fazendo um trabalho extra e chegava tarde todos os dias.

Não peguei detalhes. Só a imaginação me permite viajar nessa conquista. Mas tive o prazer de saber das etapas dessa missão pela própria atleta. maria me contava todo dia, antes de dormir, em que ponto estava. Parabenizava e ela ficava feliz!

Até que o trabalho acabou. Pude busca-la na escola e chegar em casa para ajudar na ultima e temida parte desse desafio, fazer a volta sem descer da bicicleta.

Tudo pronto. Maria deu a largada, mãos bambas, desequilibrada, mas cheia de coragem. Meu coração ficou miúdo, segurei a onda do medo da queda, me vi naquele lugar (sei bem como arde aquele ralado no joelho que sai uma água junto com um pouquinho de sangue).

Quando chegou a hora eu falei: “agora diminui a velocidade e faz a volta!!!”…ela seguiu firme a instrução e pronto. Desafio finalizado com louvor! Agora ela sabe andar de bicicleta sozinha, sem rodinhas!

A importância desses momentos para as crianças é indescritível. Traz autoconfiança, autonomia mas, sobretudo, ensina a cair e levantar. Ensina a ver que toda conquista tem seu perigo, seus medos, suas frustrações, mas vale a pena quando tomamos a decisão de tentar, de seguir em frente, de fazer a volta sem perder o equilíbrio, para conseguirmos sentir o vento no rosto!

Não desista dos seus desafios!

 

 

Comentário, RSS

  • Vanessa

    fala sobre:
    7 de setembro de 2016 at 23:58

    Parabéns Maria! Muito bom esse gosto de conquista. É o primeiro de muitos minha princesa.

  • Edda

    fala sobre:
    8 de setembro de 2016 at 01:22

    Lindo texto. Os detalhes da vida vão construindo nossa história e fazendo com que a gente veja a importância de se escrever essa história acreditando no valor de cada capítulo. Aprender a andar de bicicleta é um marco. Que Maria acredite sempre que pode ir além e que ela tenha sempre quem sopre ao ouvido que ela é capaz.

O seu email não será publicado. Campos requeridos estão marcados com *

*