Home > Família > Folia e segurança!
carnaval conteúdo

Os dias de folia estão chegando e a gente sabe que é um período de viagens, festas, muita gente reunida e eu não poderia deixar de aproveitar o nosso espaço para fazer um alerta sobre o cuidado com nós precisamos ter com as crianças nessa época.

É um período muito alegre mas também de muitos riscos para as crianças. O primeiro deles é o de se perder. A gente costuma ficar muito distraída nesse período e as crianças também. Músicas, fantasias e aglomeração, tudo isso forma um prato cheio para as crianças se perderem. Segundo estimativas oficiais, cerca de 40 mil crianças e adolescentes desaparecem todo ano, no Brasil. E esse número tende a ser maior, já que muitos casos nem sempre entram nas estatísticas oficiais.

 

No carnaval as crianças acabam se intoxicando, sofrendo com alergias, desidratação e até queimaduras. Uma bem comum e que muita gente já deve ter visto na internet é a queimadura pelos sprays de espuma. O produto é inflamável, muito usado durante o carnaval por crianças e adultos. Tem algumas tintas que são toxicas e podem fazer mal também. Sem falar no abuso sexual infantil que tende a aumentar também nessa época. 

Importante falar que ninguém quer tirar as crianças da folia. Cada família tem um costume e passar o tempo junto, brincando, faz muito bem para todos. Mas a segurança deve ser prioridade. Por isso, temos algumas dicas:

  • É preciso identificar a criança de qualquer forma, com pulseira ou colocar um adesivo colado, ou até escrever no braço da criança. 
  • Cuidado com a alimentação, ofereça comidas leves, e com a hidratação dos pequenos.
  • As roupas para pular o carnaval devem ser leves, sem cordões ou botões pequenos, para evitar acidentes, e os sapatos devem ser confortáveis.
  • Outra dica é tomar cuidado com adereços, como confete, serpentina, espuma, tatuagens temporárias, tinta e glitter, para evitar casos de intoxicação e sufocamento.
  • Os pais devem observar se os produtos são atóxicos e orientar a criança a não colocar confete na boca, enrolar a serpentina no pescoço ou brincar com espuma próximo do fogo, nem  jogar nos olhos e na boca de outras pessoas.
  • E, além disso, nós precisamos ficar de olho nas crianças e denunciar qualquer situação de violência, especialmente a exploração sexual no carnaval. Disque 100!

Boa Folia!!!

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*