Principal > Saúde > As mães e o tão temido INVERNO!
catarroG

Sim, é inverno! E segundo as previsões meteorológicas esse ano a estação vai exigir um pouco mais de resistência de todos nós, pois o inverno vai ser mais rigoroso.

Eu amo o frio, mas confesso que precisamos de um pouquinho mais de cuidado com as crianças, principalmente com os mais pequetuxos!!!

Vamos combinar que a primeira coisa que passa pela nossa cabeça é agasalhar as crianças (na verdade, eu gosto de empacotar mesmo…rs) como se eles morassem no polo norte, depois queremos trancar todo mundo dentro de casa e não deixar nem chegar perto de ninguém com gripe. Ah, e tomar sorvete, neeeemmmmm pensar! (Sim, as mães são exageradas!)

Mas, para me ajudar nesse período de loucura, conversei com minha pediatra preferida Laila Ayd e pedi para ela dar sua colaboração aqui no blog. Ela atendeu e nos mandou várias dicas legais! Anotem aí…

Para evitar as doenças respiratórias, que incidem mais no inverno, devemos estar atentos aos cuidados básicos:

1 – Manter uma boa alimentação, afinal alimentação saudável é o pilar da saúde da criança. Vale lembrar a importância do leite materno que é alimento e vacina;

2 – Higiene da criança de forma geral, e redobrada nas mãos e vias aéreas, sem esquecer da higiene dos adultos que lidam com as crianças. Crianças levam sempre mãozinhas à boca, então essa é uma orientação que evita não só as doenças respiratórias, mas muitas outras que são transmitidas dessa forma, com o contato das mãos das crianças e as vias aéreas.

3 – Evitar o contato com pessoas doentes. Quanto menor a criança, mais vulnerável para adoecer e eles correm mais riscos com o contato com adultos que estejam tossindo ou gripados, pois os germes são diferentes. Vale lembrar a coqueluche que aumenta muito nesse período (pode ser prevenida com vacina, mas ainda assim tem uma prevalência de bebês que pegam a doença antes de serem vacinados.)

4 – Vacinação: A criança tem que estar com o cartão de vacina em dia. Evitar os atrasos nos cartões e as falsas indicações. Coriza, espirro, gripe não contraindicam vacinação agendada.

5 – Ambientes fechados: as casas ficam mais fechadas e dificultam a circulação do ar, então os germes que exalamos não são dissipados. Então, ao amanhecer, mesmo que esteja frio, abra a casa e deixe o ar circular.

6 – Agasalhos: as roupas devem ser adequadas a temperatura, o bom senso deve prevalecer. Crianças pequenas não podem andar descobertas, mas também não precisam estar cheias de agasalhos. Alerta: bebês não devem dormir com mantas por causa do risco de sufocar.

7 – Cuidados com os alergenos nos ambientes: fumaça de cigarro, pelos de gatos, penas de aves. Mesmo que os pais fumem longe da criança, o cheiro fica na roupa e isso pode desencadear reações alérgicas. Assim como a convivência, em ambiente fechado, com pelos de animais.

8 – Alimentos gelados não necessariamente fazem adoecer. Dependendo da idade da criança os gelados são liberados. Mais uma vez, vale o bom sendo da mãe.

Então, tudo entendido, vamos praticar!

Nosso agradecimento a Dra Laila que é uma amiga muito querida e uma mãe tão apaixonada quanto nós!

Olha ela nessa foto com sua filha linda, Bruna. Beijos para as duas!!!

12140562_745746068862969_8646273595580900792_n

O seu email não será publicado. Campos requeridos estão marcados com *

*